Samsung Solve for Tomorrow – Empoderando alunos para o enfrentamento de problemas sociais urgentes

on 15-04-2021
Share open/close
URL copiado

Encontrar maneiras de lidar com a poluição da água e do ar pode parecer uma tarefa desafiadora, mesmo para os especialistas. No entanto, os programas de Cidadania Corporativa da Samsung têm visto jovens estudantes brilhantes de todo o mundo abordarem com sucesso alguns dos problemas mais urgentes enfrentados por suas comunidades.

 

Para estimular o interesse nas áreas de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em inglês) entre os alunos, a Samsung tem promovido o programa global Solve for Tomorrow em mais de 20 países desde seu início, em 2010 – no Brasil, a iniciativa é chamada de Prêmio Respostas para o Amanhã e conta com edições anuais desde 2014. Originalmente lançado nos Estados Unidos, este programa oferece apoio aos alunos enquanto eles procuram identificar e abordar, de maneira independente, questões sociais em suas comunidades, ao mesmo tempo em que aprendem como a ciência e a tecnologia podem ser aproveitadas para a melhoria da sociedade.

 

A Samsung Newsroom descobriu alguns dos principais problemas que os alunos têm procurado abordar por meio do programa.

 

No Brasil, trabalhadores rurais enfrentam altas temperaturas e desgaste físico para realizarem aragem e semeadura, sem encontrar alternativas em maquinários por conta dos altos preços. Mas a solução para essa necessidade veio de estudantes de Cascavel, do Ceará, que desenvolveram um robô semeador, montado com materiais recicláveis, como sucata de motos e automóveis, e movido à energia solar, capaz de auxiliar os produtores na aragem e no plantio, não só poupando o esforço do agricultor, mas aumentando sua produção a um custo acessível.

 

O projeto foi o grande vencedor nacional da edição de 2020 do Prêmio Respostas para o Amanhã, iniciativa brasileira do Solve For Tomorrow, com uma equipe do 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual de Educação Profissional Edson Queiroz. A proposta também foi finalista da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE) de 2020. Desenvolvido com base em uma dificuldade local de Cascavel, cidade da região metropolitana de Fortaleza, com cerca de 72 mil habitantes e diversas fazendas de plantação nos arredores, o “Vespertílio 01- robô semeador para a agricultura familiar” oferece benefícios através do aumento de produção com menor esforço físico, gerando ainda ampliação da oferta de alimentos por um menor custo à sociedade e reduzindo os impactos ao meio ambiente.

 

O nome “Vespertílio” foi escolhido porque significa, em latim, morcego, um dos principais animais semeadores. O robô ainda possui um sistema em que é possível definir a quantidade de sementes a serem plantadas e a distância que devem ficar, aplicando conceitos técnicos para fazer plantios, dependendo da semente a ser utilizada.

 

“Não existe robô agricultor no mercado brasileiro e, também por isso, o maquinário é bem caro. Desenvolvemos um robô completamente sustentável, porque tem de ser de baixo custo para os agricultores terem acesso. Usamos materiais como peças de moto e de automóveis, em toda a estrutura do robô e uma placa de energia solar ligada a controlador de carga. A motivação foi pensando na sociedade, colocando em prática questões físicas”, contou Ud Madeiro Pereira, um dos alunos da equipe.

 

 

 

Medellín, a segunda maior cidade da Colômbia, é conhecida como a ‘cidade da eterna primavera’ por seu clima quente. No entanto, esta bela cidade tem sofrido recentemente com a severa poluição do ar. Isso porque a Colômbia consome mais de mil toneladas de carvão anualmente, emitindo uma enorme quantidade de CO2 afetando não só a Colômbia, mas o mundo todo.

 

Ana, Santiago, Juan e Camilo, alunos da escola especializada em ciência e inovação, Colégio Loyola, em Medellín, apontaram o carvão como o principal responsável pela poluição do ar e começaram a procurar uma fonte de energia ecológica que pudesse substituí-lo. Enquanto procuravam, a perspectiva de usar sobras de borra de café chamou a atenção deles. A Colômbia é o terceiro maior produtor de café do mundo e, portanto, dispõe de quantidades abundantes de borra de café. Um quilograma de borra de café contém energia equivalente a 18MJ,¹ enquanto o carvão contém entre 18 e 25MJ.

 

Os alunos lançaram seu projeto com o nome de ‘Ciscombustible’ e mergulharam no trabalho. Eles pesquisaram, projetaram protótipos, desenvolveram e testaram produtos e até criaram quadros 3D para descobrir a forma física ideal para o combustível.

 

Ao reunir o conhecimento nos campos de STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática), as habilidades de resolução de problemas e o desejo de ajudar a comunidade, os alunos foram capazes de criar com sucesso seu combustível de borra de café. Essa realização inovadora resultou na conquista do primeiro lugar no Solve for Tomorrow na Colômbia.

 

“De acordo com nossa pesquisa, espera-se que as emissões de CO2 de carvão representem 60% do total das emissões até 2030”, relatou um dos alunos da equipe do Ciscombustible. “Nosso objetivo é ver a fonte de combustível que desenvolvemos reduzir as emissões de CO2 em 10%. Manteremos nossa paixão por este trabalho e continuaremos avançando até alcançarmos nosso objetivo de proteger o meio ambiente!”.

 

 

 

O acesso à água potável é essencial quando se trata de manter uma boa saúde e prevenir doenças. No entanto, conseguir água limpa é uma tarefa difícil em algumas áreas do Paraguai, onde as fontes de água estão contaminadas com poluentes e sal.

 

“Deve haver uma maneira de fornecer água limpa para que as pessoas possam beber sem se preocupar.” Este foi o pensamento dos alunos paraguaios Jazmín e Diego. Os dois participantes do Solve for Tomorrow criaram um dispositivo de dessalinização portátil equipado com um painel solar e o chamaram de ‘MBARETICS’. Este dispositivo, que leva o nome da palavra espanhola para “ICT” e a palavra guarani para “forte”, elimina efetivamente as impurezas ao filtrar a água poluída. Como não requer eletricidade e pode ser transportado facilmente, foi considerado particularmente útil para quem vive em áreas rurais.

 

“Especialistas de empresas locais e da Universidade de Asunción nos forneceram conselhos úteis durante o desenvolvimento”, disse Jazmín. “O processo foi desafiador, pois tivemos que prosseguir com o projeto remotamente por conta da atual crise de saúde. Mas ainda assim, valeu a pena no final, pois fomos capazes de desenvolver uma solução significativa para nossa comunidade.”

 

 

Sokwei e Kai Lin, estudantes da Universidade Politécnica da República, em Cingapura, acreditam que lidar com as mudanças climáticas e possibilitar a sustentabilidade ambiental são questões de extrema urgência. Enquanto investigavam as causas do aquecimento global, as estudantes descobriram que enormes quantidades de produtos químicos são usadas e liberadas no ar quando o couro é produzido a partir de peles de animais.

 

Enquanto buscavam uma solução que garantisse qualidade e produção ética e sustentável, a dupla descobriu que o desperdício de alimentos poderia ser a resposta. Como Cingapura produziu mais de 740 mil toneladas de alimentos desperdiçados somente em 2019, elas perceberam que seria duplamente bom para o meio ambiente se os resíduos pudessem ser reutilizados para seus fins. Após meses de experimentação, elas finalmente desenvolveram o ‘SUSKIN’, um couro 100% vegano feito com resíduos alimentares.

 

Como ambas se especializaram em estudos de comportamento do consumidor, e não em ciências, enfrentaram muitos obstáculos enquanto buscavam o material certo e realizavam experimentos. Eventualmente, e apesar de uma série de contratempos, foram finalmente capazes de criar um couro vegano que é durável e ético.

 

A equipe deu o crédito ao Solve for Tomorrow por lhes ensinar uma variedade de coisas novas e aprimorar suas habilidades de resolução de problemas. Elas também mencionaram que o programa despertou o interesse por questões sociais e mostrou-lhes como lidar com tarefas difíceis por si mesmas. No futuro, elas planejam continuar criando materiais sustentáveis de alta qualidade.

 

Os alunos que participam do Solve for Tomorrow embarcam em jornadas desafiadoras para tornar o mundo um lugar melhor para todos. Visite o site de Cidadania Corporativa da Samsung para saber mais sobre como a Samsung está apoiando os alunos por meio do Solve for Tomorrow e sua variedade de outros programas.

 

 

¹ MegaJoules. 43.1MJ corresponde a um metro cúbico de gás urbano.

Corporativo > Cidadania

Materiais de Imprensa > Press Release

Para temas relacionados a Atendimento ao Consumidor, por favor, acesse samsung.com/br/support.
Para solicitações de imprensa contate: samsungpr@cdn.com.br.

Confira as últimas notícias sobre a Samsung

Saiba mais
Início da página